Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010

No pensamento

Imagem
Você chegou tão de repente, tão bonita, numa simplicidade, num jeito sem que fizesse o menor jeito pra chamar minha atenção. De repente, você me foi apresentada e ali, te olhando nos olhos, segurando a tua mão, a despretensão da solidão de uma noite sem sentido, a partir daquele instante fez-se festa dentro de mim numa contida alegria.
Numa noite onde se sai à rua, sem a lógica de um lugar certo, desarmado de qualquer intenção. Sai de casa, liga pros amigos procurando apenas distração, mas o que parecia mais uma noite comum, com apenas alguns truques para enganar a solidão, você chega. Como uma mágica de um sonho e pura fantasia, me abre os olhos e me fez perceber que, nem mesmo a pior solidão é mais forte do que aquele “friozinho” na barriga que senti quando meus olhos te viram pela primeira vez.
Mas a gente fica meio recrudescido com o tempo e pensei que fosse apenas uma coisa de momento, daquelas coisas que acontecem quando a gente tá sentindo falta de um amor pra sonhar, de um carin…